Screencast Ruby on Rails: Introdução a RSpec e Cucumber

screencast Ruby on Rails: Introdução a RSpec e Cucumber

TDD e BDD são assuntos amplamente difundidos entre a comunidade ágil, especialmente entre quem usa Ruby on Rails. Aproveitando o fim do Rails Summit, gravamos este screencast sobre o assunto que é amplamente discutido no nosso novo curso RR-75 sobre Rails avançado, junto com buscas textuais, integração com Web Services, escalabilidade, etc.

Esse vídeo introdutório sobre RSpec e Cucumber é voltado para quem já conhece Ruby on Rails e quer evoluir seus conhecimentos em direção a estas boas práticas do mercado.

Outros eventos sobre Ruby on Rails vem por aí: em Novembro a Caelum realizará o CaelumDay no Rio de Janeiro com palestra sobre o assunto e também está apoiando o Ceará on Rails, dia 7 de novembro.

O screencast tem 12 minutos de duração e você pode assiti-lo aqui ou no vimeo. Recomenda-se colocar no fullscreen, pois há código.

9 Comentários

  1. Paulo Suzart 16/10/2009 at 12:57 #

    Excelente! Quando vi o Cucumber pela primeira vez realmente me surpreendeu. Postei sobre mesmo tema mas usando Specs, um framework em Scala pra BDD. Link: http://codemountain.wordpress.com/2009/10/14/especificando-validacoes-com-scala-specs-e-lift-i/
    Falta oportunidade para trabalhar com BDD no mundo real. Aqui no brasil pode demorar pra acontecer.

  2. anderson 16/10/2009 at 14:14 #

    Oi Paulo, obrigado!
    Vi seu post e gostei bastante. A Caelum tem feito alguns Dojos, seria interessante você aparecer em algum deles, principalmente quando a linguagem for Scala.
    []s

  3. Aslak Hellesøy 16/10/2009 at 21:23 #

    Obrigado Paulo!

    você pode usar um cabeçalho:

    # language: pt
    Funcionalidade …

    –language pt não é necessária

  4. Lennon Jesus 16/10/2009 at 23:20 #

    Mais um material de qualidade by Equipe Caelum.

    Parabéns.

  5. Fernando Boaglio 16/10/2009 at 23:50 #

    Bem legal Anderson, vlw.

  6. Rodolpho Porto 19/10/2009 at 13:48 #

    Muito bom o material, como sempre mandando bem Anderson.

  7. Lucas 21/01/2010 at 10:43 #

    Reforçando, agora –language não existe mais (v0.6.2), para traduzir a única forma é via #language: pt em cada feature 😉

    O Aslak Hellesøy comentou que talvez volte no futuro, mas por enqto não tem –language como option mesmo.. =(

  8. Allan Vieira 23/11/2013 at 11:22 #

    Parabéns, ótimo vídeo,estou desenvolvendo uma apresentação para a minha turma da faculdade sobre BDD e o seu vídeo esclareceu muitas dúvidas que me restavam.

Deixe uma resposta